vasos sanguíneos

 Senso de direção e limites

Os vasos sanguíneos constituem um sistema fechado de tubos que transportam o sangue do coração para todas as partes do corpo, e vice -versa. Vasos sanguíneos compreendem as artérias, as veias e os capilares.

Artérias são os vasos que saem do coração, conduzindo o sangue, rico em oxigénio e nutrientes, para todas as partes do corpo.

Veias são os vasos que chegam ao coração. São responsáveis pelo refluxo do sangue.

Capilares são as ramificações finais das artérias. É nas paredes dos capilares que ocorrem as trocas gasosas e nutritivas entre o sangue e os tecidos orgânicos.

A disposição dos vasos no corpo permite que o sangue chegue a todas as partes do organismo, inclusive às extremidades, realizando uma distribuição harmoniosa do volume sanguíneo. No âmbito metafísico, os vasos sanguíneos expressam o desempenho dos potenciais do ser pela vida, prudência na realização daquilo que almejamos e discernimento entre aquilo que nos é próprio e o que absorvemos do mundo.

Para manter a saúde dessa parte do corpo é necessário não adotar na íntegra as lições que aprendemos com os outros, ao ponto de sufocar nossas expressões naturais, nem tampouco exagerar na realização daquilo que temos vontade.

Conscientes da realidade, desvendamos as possibilidades e, na medida do possível, realizamos os nossos objetivos. Ser majestoso nas ações, traçar uma diretriz de atuação, ser coerente para não se desgastar em vão nem perder a coordenação de nossas atividades são atitudes metafisicamente saudáveis para os vasos sanguíneos.

O bom direcionamento do potencial realizador possibilita-nos a disposição necessária para concluir os objetivos. Não queira fazer tudo de uma só vez; tenha coerência, seja prudente, saiba aguardar o melhor momento para realizar seus intentos. Não vá com “muita sede ao pote”; é necessário manter o seu vigor para concluir os seus ideais.

Saiba administrar o tempo e as atividades, respeite os seus próprios limites para não esgotar as suas energias. Seja persistente, mas não extrapole. Tenha consciência do que é preciso fazer, direcione o seu potencial para aquilo que realmente é importante na sua vida. Essa atitude interior é necessária para manter a saúde dos vasos sanguíneos e melhorar o aproveitamento do seu vigor e vitalidade.

Fonte: Metafísica da Saúde vol. 2 Sistemas Circulatório, Urinário e Reprodutor (Adaptado)

Composto e postado por Ângela Barnabé

 

Pode também gostar de:

Holler Box

Pin It on Pinterest