A psoríase é uma doença auto-imune que afeta a pele, manifestando-se sob a forma de placas, sobretudo nos cotovelos, joelhos, couro cabeludo, palmas das mãos e plantas dos pés. A pele de uma pessoa que sofre de psoríase está constantemente a pelar e a inflamar, o que causa muita comichão e desconforto.

É uma doença crónica, o que significa que apenas a recuperação poderá levar a um desaparecimento total da doença. Mas, existem algumas formas naturais de aliviar os sintomas.

A hidratação da pele e a utilização de sabões neutros são duas formas de atenuar os sintomas causados pela psoríase.

O aloés, pela sua capacidade de regenerar células, poderá, no caso da psoríase, equilibrar a produção celular, o que irá minimizar a sobreprodução de células cutâneas.

Para além disso, a aplicação do gel de aloés na pele irá hidratar a mesma e as suas propriedades anti-inflamatórias irão diminuir a inflamação local, aliviando a comichão e trazendo uma sensação de frescura.

Um estudo realizado por uma equipa de médicos (Drs. Syed, Ahmad, Holt e Afzal) demonstrou que a aplicação assídua de cremes à base de extracto de aloés levou a uma melhoria significativa da escamação da pele e da comichão e inflamação e, em alguns casos, ao desaparecimento total dos sintomas da psoríase.

Estudos também demonstram que a utilização simultânea do gel de aloés via interna e externa é a forma mais eficaz de utilizar esta planta no tratamento da psoríase.

Para uso externo, poderemos usar o gel fresco de aloés (tendo cuidado para não usarmos a seiva amarelada), ou então um creme à base de aloés, que não contenha substâncias prejudiciais, tais como corticóides.

Para uso interno, o xarope do Padre Romano, feito com gel de aloés, mel e álcool de cereais, é uma das melhores opções, sendo que o consumo do gel puro de aloé, ou até mesmo do interior da folha também poderá ser uma opção viável.

A limpeza com sabões neutros, tal como o sabão azul e branco, também irá beneficiar a pele afetada pela psoríase, por não interferir com o pH normal da pele.

Podemos afirmar que o aloés é um excelente amigo da pele, sendo que podemos aplicá-lo como creme de beleza e teremos uma pele limpa, fresca e saudável.

Ângela Barnabé


Referências: Lecardonnel M. O Novo Guia do Aloés, Receitas Práticas para a sua saúde. P.P.S., 2000

Pin It on Pinterest

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar no nosso site consente a utilização dos mesmos. Saiba mais sobre os cookies aqui

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close