Monarda (Monarda didyma L.) – Reguladora do ciclo menstrual e digestiva

Esta planta tem um aroma agradável semelhante ao da hortelã, e foi muito usada nos Estados Unidos como substituto do chá. Os Índios norte-americanos, que tão integrados viviam no seu ambiente natural, incluíam uma monarda no enxoval das noivas, pelo efeito regulador desta planta sobre a menstruação.

Propriedades e Indicações:

As flores da monarda contêm diversos óleos essenciais, princípios amargos e uma antocianina (a monardeína). São estas as suas principais propriedades:

-Acalmam as dores das regras e ajudam a normalizar o ciclo menstrual (1).

-São carminativas (eliminam os gases e flatulências). As flores da monarda facilitam a digestão e acalmam as náuseas e vómitos (1).

Preparação e emprego

Uso interno

1-Infusão com uma colherada de flores (cerca de 20 g) por chávena de água, de que se bebem 2 ou 3 chávenas por dia.

Outros nomes: Esp.: monarda, té de Pennsylvania. Ing.: Oswego tea.

Habitat: Originária da América do Norte, onde se cultiva como planta ornamental. Também se cultiva para este uso na Europa Central.

Descrição: Planta da família das Labiadas, de uns 60-80 cm de altura. De caule quadrangular e folhas opostas com os bordos dentados. As flores são terminais, com pétalas bilabiadas, de cor vermelha intensa.

Partes utilizadas: as flores.

Fonte: A Saúde pelas Plantas Medicinais, Vol.2, de Jorge D. Pamplona Roger

Composto e postado por Ângela Barnabé

Pin It on Pinterest

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar no nosso site consente a utilização dos mesmos. Saiba mais sobre os cookies aqui

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close