Meliloto (Melilotus officinalis Lam.) – Previne a trombose

O meliloto é, juntamente com os fidalguinhos, e a tanchagem, uma das plantas conhecidas como “quebra-óculos” ou “tira-óculos”, devido à sua ação benéfica sobre os olhos. Recentemente descobriu-se que esta planta é um excelente tónico da circulação venosa , e é esta, no presente, a sua aplicação mais importante.

Propriedades e Indicações:

Contém um glicósido, o melilotósido, que com a secagem se transforma em cumarina, além de flavonóides, vitamina C, mucilagens e colina. Estas substâncias conferem-lhe as seguintes propriedades:

Tónico venoso e protector capilar (1): Muito útil em caso de varizes, edemas (retenção de líquidos), pernas cansadas e hemorróidas. Pela sua ação anticoagulante, fluidificante do sangue e activadora da circulação, o meliloto está indicado no caso de flebite (inflamação das veias), assim como para a prevenção da trombose arterial e venosa. Tudo isto é ajudado pelo seu suave efeito diurético.

Antiespasmódico (1): Útil nas cólicas digestivas e nos espasmos gástricos ou intestinais. Ajuda a vencer a insónia.

Emoliente: Aplica-se externamente para lavagens oculares em caso de conjuntivite, com muito bons resultados (2).

Preparação e emprego:

Uso interno

1-Infusão com 50 g de planta por litro de água, da qual se tomam 3 ou 4 chávenas por dia.

Uso externo

2-Lavagens oculares: Usa-se uma infusão, mas mais concentrada do que para uso interno, à razão de uns 200 g por litro de água.

Outros nomes: Esp.: meliloto, meliloto común, trébol de olor [amarillo], coronilla. Fr.: melilot [oficinal]. Ing.: [yellow] melillot, [yellow] sweet clover, melilot trefoil.

Habitat: Encontra-se em terrenos calcários e beiras dos caminhos de toda a Europa. Naturalizado em algumas zonas temperadas do continente americano, como o sul dos Estados Unidos e a Argentina.

Descrição: Planta da família das Leguminosas, de cheiro agradável, que atinge de 60 a 120 cm de altura. As suas folhas estão divididas em três folíolos, e as flores são de um amarelo vivo.

Partes utilizadas: As sumidades floridas.

Fonte: A Saúde pelas Plantas Medicinais, Vol.1, de Jorge D. Pamplona Roger

Composto e postado por Ângela Barnabé

Pode também gostar de:

Holler Box

Pin It on Pinterest