Fel-da-terra (Centaurium umbellatum Gilib.) – Tónico amargo e cicatrizante

O centauro Quíron, personagem mitológica, meio homem meio cavalo, curou com esta planta uma ferida num pé de Hércules. É daí que lhe vem o nome de centáurea.

Também se lhe chama centáurea-menor, para distingui-la da centáurea-maior (Centaurea scabiosa L.), que pertence à família das Compostas, e que não se usa em fitoterapia.


Propriedades e Indicações:

Toda a planta contém diversos princípios amargos de tipo glicosídico. Como o dá a entender o seu nome latino, fel terrae (fel da terra), é intensamente amarga, embora não tanto como a genciana, com a qual partilha muitas das suas propriedades:

Tónico estomacal: Como todas as plantas providas de componentes amargos, tonifica os processos digestivos e abre o apetite. Faz aumentar a produção de suco gástrico e estimula os movimentos de esvaziamento do estômago. Recomenda-se nos casos de gastrite crónica por falta de sucos, inapetência, digestões pesadas, fermentações intestinais e vómitos (1). É também colerética, pelo que se usa em hepatopatias (doenças do fígado) crónicas.

Hipoglicemiante: Fazendo descer o nível de glicose no sangue, torna-se muito útil para os diabéticos (1).

Ligeiramente laxante e febrífuga (1).

-Cicatrizante: Limpa e cura feridas, chagas, úlceras e eczemas da pele (2).


Preparação e Emprego

Uso interno

1-lnfusão com 30 g de sumidades floridas por litro de água. Toma-se uma chávena antes de cada refeição, se possível sem adoçar.

 

Uso externo

2-Compressas com uma decocção de 50 g de sumidades por litro de água. Aplicam-se sobre a pele afectada.


Sinonímia científica: Centaurium erithraea Rafn.

Outros nomes: centáurea-menor. Brasil: chá-porrete. Esp.: centaura menor, aciano, gota de sangre, hiel de la tierra. Fr.: petite centaurée. lng: [lesser] centaury [herb], drug centaurium.

Habitat: Cria-se em prados e pastagens de toda a Europa, embora não seja muito frequente. Encontra-se naturalizada nalgumas zonas das regiões temperadas da América.

Descrição: Planta herbácea da família das Gencianáceas, de 10 a 50 cm de altura. As folhas são alongadas, formando as basais uma roseta. Tem flores cor-de-rosa, terminais.

Partes utilizadas: as sumidades floridas.


Fonte: A Saúde pelas Plantas Medicinais, Vol.2, de Jorge D. Pamplona Roger

Pin It on Pinterest

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar no nosso site consente a utilização dos mesmos. Saiba mais sobre os cookies aqui

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close