Fel-da-terra (Centaurium umbellatum Gilib.) – Tónico amargo e cicatrizante

O centauro Quíron, personagem mitológica, meio homem meio cavalo, curou com esta planta uma ferida num pé de Hércules. É daí que lhe vem o nome de centáurea.

Também se lhe chama centáurea-menor, para distingui-la da centáurea-maior (Centaurea scabiosa L.), que pertence à família das Compostas, e que não se usa em fitoterapia.


Propriedades e Indicações:

Toda a planta contém diversos princípios amargos de tipo glicosídico. Como o dá a entender o seu nome latino, fel terrae (fel da terra), é intensamente amarga, embora não tanto como a genciana, com a qual partilha muitas das suas propriedades:

Tónico estomacal: Como todas as plantas providas de componentes amargos, tonifica os processos digestivos e abre o apetite. Faz aumentar a produção de suco gástrico e estimula os movimentos de esvaziamento do estômago. Recomenda-se nos casos de gastrite crónica por falta de sucos, inapetência, digestões pesadas, fermentações intestinais e vómitos (1). É também colerética, pelo que se usa em hepatopatias (doenças do fígado) crónicas.

Hipoglicemiante: Fazendo descer o nível de glicose no sangue, torna-se muito útil para os diabéticos (1).

Ligeiramente laxante e febrífuga (1).

-Cicatrizante: Limpa e cura feridas, chagas, úlceras e eczemas da pele (2).


Preparação e Emprego

Uso interno

1-lnfusão com 30 g de sumidades floridas por litro de água. Toma-se uma chávena antes de cada refeição, se possível sem adoçar.

 

Uso externo

2-Compressas com uma decocção de 50 g de sumidades por litro de água. Aplicam-se sobre a pele afectada.


Sinonímia científica: Centaurium erithraea Rafn.

Outros nomes: centáurea-menor. Brasil: chá-porrete. Esp.: centaura menor, aciano, gota de sangre, hiel de la tierra. Fr.: petite centaurée. lng: [lesser] centaury [herb], drug centaurium.

Habitat: Cria-se em prados e pastagens de toda a Europa, embora não seja muito frequente. Encontra-se naturalizada nalgumas zonas das regiões temperadas da América.

Descrição: Planta herbácea da família das Gencianáceas, de 10 a 50 cm de altura. As folhas são alongadas, formando as basais uma roseta. Tem flores cor-de-rosa, terminais.

Partes utilizadas: as sumidades floridas.


Fonte: A Saúde pelas Plantas Medicinais, Vol.2, de Jorge D. Pamplona Roger