Drias (Dryas octopetala L.) – Ajuda a fazer a digestão

As montanhas da Europa Central, especialmente os Alpes, cobrem-se no Verão com esta pequena planta. Por muito intenso que tenha sido o frio do Inverno, com a chegada da Primavera torna a rebentar vigorosamente a drias, e alguns meses mais tarde, entrado já o Verão, salpica alegremente as pradarias e os rochedos.

Os camponeses da região alpina por excelência, a Suíça, usam a drias desde tempos remotos como planta digestiva e para aliviar as cólicas intestinais.

A drias é tão resistente ao frio que se cria inclusivamente nas regiões árcticas do Norte da Europa.

Propriedades e Indicações:

As folhas contêm tanino e sais minerais, entre os quais se destacam os silicatos solúveis. São aperitivas, digestivas e adstringentes. A tisana que se prepara com elas (chá suíço) é muito apreciada nos seguintes casos:

Transtornos digestivos: dispepsias, indigestões, cólicas intestinais e más digestões (1).

Afecções bucofaríngeas: amigdalite (anginas), faringite, aftas e diversas inflamações da mucosa oral (estomatites).

Nestes casos aplica-se em forma de gargarejos (2).

Preparação e emprego

Uso interno

1-Infusão com 30 g de folhas por litro de água. Tomar 3 chávenas diárias, antes das refeições.

Uso externo

2-Gargarejos: Emprega-se esta mesma infusão, embora mais concentrada: 40-50 g por litro.

Outros nomes: chá-suíço. Esp.: dríada, té suizo. Fr.: dryade à huit petales. Ing.: white dryas.

Habitat: Originária das regiões árcticas da Europa, embora se encontre difundida pelas regiões montanhosas da Europa Central. Na Península Ibérica, encontra-se só na cordilheira Cantábrica e nos Pirenéus. Desconhecida na América.

Descrição: Planta vivaz, da família das Rosáceas, de 5 a 15 cm de altura. Tem caule lenhoso e rasteiro, e as folhas lembram as do carvalho, embora sejam mais pequenas. As flores são grandes, solitárias, com I pétalas e estames amarelos.

Partes utilizadas: as folhas.

Fonte: A Saúde pelas Plantas Medicinais, Vol.2, de Jorge D. Pamplona Roger

Composto e postado por Ângela Barnabé

Pode também gostar de:

Holler Box

Pin It on Pinterest