Drias (Dryas octopetala L.) – Ajuda a fazer a digestão

As montanhas da Europa Central, especialmente os Alpes, cobrem-se no Verão com esta pequena planta. Por muito intenso que tenha sido o frio do Inverno, com a chegada da Primavera torna a rebentar vigorosamente a drias, e alguns meses mais tarde, entrado já o Verão, salpica alegremente as pradarias e os rochedos.

Os camponeses da região alpina por excelência, a Suíça, usam a drias desde tempos remotos como planta digestiva e para aliviar as cólicas intestinais.

A drias é tão resistente ao frio que se cria inclusivamente nas regiões árcticas do Norte da Europa.

Propriedades e Indicações:

As folhas contêm tanino e sais minerais, entre os quais se destacam os silicatos solúveis. São aperitivas, digestivas e adstringentes. A tisana que se prepara com elas (chá suíço) é muito apreciada nos seguintes casos:

Transtornos digestivos: dispepsias, indigestões, cólicas intestinais e más digestões (1).

Afecções bucofaríngeas: amigdalite (anginas), faringite, aftas e diversas inflamações da mucosa oral (estomatites).

Nestes casos aplica-se em forma de gargarejos (2).

Preparação e emprego

Uso interno

1-Infusão com 30 g de folhas por litro de água. Tomar 3 chávenas diárias, antes das refeições.

Uso externo

2-Gargarejos: Emprega-se esta mesma infusão, embora mais concentrada: 40-50 g por litro.

Outros nomes: chá-suíço. Esp.: dríada, té suizo. Fr.: dryade à huit petales. Ing.: white dryas.

Habitat: Originária das regiões árcticas da Europa, embora se encontre difundida pelas regiões montanhosas da Europa Central. Na Península Ibérica, encontra-se só na cordilheira Cantábrica e nos Pirenéus. Desconhecida na América.

Descrição: Planta vivaz, da família das Rosáceas, de 5 a 15 cm de altura. Tem caule lenhoso e rasteiro, e as folhas lembram as do carvalho, embora sejam mais pequenas. As flores são grandes, solitárias, com I pétalas e estames amarelos.

Partes utilizadas: as folhas.

Fonte: A Saúde pelas Plantas Medicinais, Vol.2, de Jorge D. Pamplona Roger

Composto e postado por Ângela Barnabé

Pin It on Pinterest

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar no nosso site consente a utilização dos mesmos. Saiba mais sobre os cookies aqui

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close