Canforeira (Cinnamomum camphora (L.) Steb) – Tonifica o coração e a respiração

A canforeira é uma árvore milenária, que começa a produzir cânfora a partir dos 30 anos. Na China conhecem-se exemplares com cerca de 2000 anos de idade.


Propriedades e Indicações:

A cânfora é uma substância branca cristalina, que se obtém por condensação do óleo essencial que destila da madeira da canforeira. Do ponto de vista químico, trata-se de uma cetona do hidrocarboneto aromático borneol.

Exala um forte e típico aroma, e tem um sabor fresco e picante. As suas propriedades são:

Estimulante cardio-respiratória (1): Estimula os centros nervosos da respiração e da actividade cardíaca, aumentando a frequência e a profundidade da respiração, e tonificando o coração (acção analéptica). Usa-se em casos de congestão pulmonar (bronquite, pneumonia, asma), desmaios, lipotimias, hipotensão e arritmias.

Anti-séptica e febrífuga (1): Muito útil em gripes e constipações.

Anafrodisíaca (1): Diminui a excitação sexual.

Anti-reumática e analgésica (2): O óleo ou o álcool de cânfora usam-se em aplicação externa por meio de fricções, para aliviar as dores reumáticas e as nevralgias.


Preparação e Emprego

Uso interno

1-Pó de cânfora: até 0,5 g por dia, repartido em 3 ou 4 doses.

 

Uso externo:

2-Loções e fricções com óleo ou álcool canforados, que se preparam dissolvendo a cânfora a 10%, em azeite ou então em álcool.


Sinonímia Científica: Laurus camphora L.

Outros nomes: cânfora, canforeiro. Esp.: alcanforero, [árbon del] alcanfor, alcanfor del Japón. Fr.: camphrier. Ing.: camphor tree.

Habitat: Originária da costa oriental da Ásia (Japão, China), onde é muito cultivada, assim como nos Estados Unidos.

Descrição: Árvore da família das Laureáceas , que pode atingir até 50 m  de altura. As suas folhas são perenes  e de consistência coriácea; as flores são pequenas e brancas.

Partes utilizadas: a essência da sua madeira.


Fonte: A Saúde pelas Plantas Medicinais, Vol.1, de Jorge D. Pamplona Roger

Pin It on Pinterest