canafístula

Canafístula (Cassia fistula L.) – Um suave e apreciado laxante

Esta árvore embeleza as regiões tropicais da América. No México abunda na região de Tierra Caliente, desde Morelos e Gerrero até Tabasco e Chiapas. As suas propriedades medicinais como laxante são muito apreciadas, e quase insubstituíveis, pelo que faz parte de diversos preparados laxantes utilizados em todo o mundo.

Propriedades  e Indicações:

A polpa negra, espessa e doce dos frutos da canafístula contém, além de diversos açúcares e mucilagens, uma pequena quantidade de derivados antraquinónicos, entre os quais predomina a reína.

Esta mistura de princípios activos confere-lhe uma acção laxante suave, isenta do efeito purgante ou irritante sobre o intestino. É portanto muito útil em todo o tipo de prisão de ventre e, especialmente, pela benignidade da sua acção, no caso de crianças ou de pessoas idosas (1,2).

Preparação e Emprego

Uso interno

1-Polpa diluída: à razão de 30 a 60 g por litro de água a ferver. Coar e tomar uma ou duas chávenas pela manhã.

2-Polpa ingerida directamente: Bastam 5 g para que se produza um feito laxante.

Outros nomes: Esp.: cañafístula, casia purgante, chácara, guayaba cimarrona. Fr.: casse, cassier. Ing.: purging cassia, canafístula tree.

Habitat: Própria das regiões tropicais: India, Sudeste Asiático, Antilhas, América Central. Não se dá na Europa.

Descrição: Árvore da família das Leguminosas, de 12 a 15 m de altura. Tem flores amarelas, em cachos. O fruto é uma vagem comprida, cilíndrica, de cor parda ou negra, cujo interior é compartimentado e contém, além das sementes, uma polpa negra de sabor doce.

Partes utilizadas: a polpa dos frutos.

Fonte: A Saúde pelas Plantas Medicinais, Vol.2, de Jorge D. Pamplona Roger

Composto e postado por Ângela Barnabé

Pin It on Pinterest