Cana (Arundo Donax L.) – Aumenta a produção de urina e detém a lactação

Dioscórides, o grande médico e botânico grego do primeiro século da nossa era, já recomendava o uso da cana para aumentar a produção de urina. Possivelmente, na antiguidade clássica, começou a usar-se com este fim pelo facto de crescer junto das correntes de água.

Propriedades e Indicações:

O rizoma (caule subterrâneo) e a raiz da cana vulgar contêm um açúcar (sacarose) e abundantes compostos de sílica.

As suas duas qualidades mais importantes são:

Diurética: Produz um aumento moderado da produção de urina, favorecendo a eliminação da ureia, do ácido úrico e de outras substâncias residuais.

Recomendada para os que sofrem de cólicas renais e também os que queiram fazer uma cura depurativa (1).

Galactófuga: Tomada durante alguns dias, detém a produção de leite nas mães que amamentam. E útil para aquelas que, por alguma razão, desejem desmamar os seus bebés (1).

Preparação e emprego

Uso interno

1-Decocção com o rizoma ou a raiz da cana cortada em fragmentos ou triturada, à razão de 50 g por litro de água. Ferver durante 15 minutos e tomar de 2 a 4 chávenas por dia.

Outros nomes: cana-vulgar. Esp.: cafra común, cafra hueca, cafravera. Fr.: [grand] roseau, canne de Provence. lng.: cane, giant reed, Spanish reed.

Habitat: Comum à beira dos rios e canais do Sul da Europa. Espalhada por todo o continente americano.

Descrição: Planta da família das Gramíneas, que atinge até 5 m de altura. Distingue-se do bambu porque de cada nó sai uma única folha.

Partes utilizadas: o rizoma (caule subterrâneo) e a raiz.

Fonte: A Saúde pelas Plantas Medicinais, Vol.2, de Jorge D. Pamplona Roger

Composto e postado por Ângela Barnabé

Pin It on Pinterest