Arenária (Spergularia rubra Dietrich) – Diurética e sedativa

É curioso que esta planta nasça em solos arenosos, e ao mesmo tempo sirva admiravelmente para tratar as “areias” que se formam nas vias urinárias dos seres humanos. Os partidários da teoria dos sinais encontravam nesta planta mais um argumento a favor da sua tese.

Propriedades e Indicações:

Toda a planta é rica em sais minerais, especialmente de potássio, assim como em flavonóides e cumarinas. Possui propriedades diuréticas e sedativas sobre o aparelho urinário. E indicada na litíase urinária e especialmente no caso de cólica renal, para acalmar a dor e favorecer a expulsão dos cálculos (1).

Também se revela útil no tratamento da cistite (inflamação da bexiga) (1).

A arenária costuma usar-se em combinação com a uva-ursina

Preparação e emprego

Uso interno

1-Decocção com 50 g de planta por litro de água. Ferver um minuto e deixar em infusão durante 10 minutos. Tomam-se de 3 a 5 chávenas por dia.

Sinonímia científica: Arenaria rubra L.

Outros nomes: arenária-rubra. Esp.: arenaria, arenaria roia, espergularia [roja]. Fr.: spergulaire [rouge] sabline. Ing.: sand spurry.

Habitat: Lugares siliciosos ou arenosos de toda a Europa.

Descrição: Planta rasteira da família das Cariofiláceas, com folhas muito finas e flores cor-de-rosa ou púrpura.

Partes utilizadas: a planta inteira.

Fonte: A Saúde pelas Plantas Medicinais, Vol.2, de Jorge D. Pamplona Roger

Composto e postado por Ângela Barnabé

Pin It on Pinterest