O Sistema Circulatório

Ele é responsável pela circulação sanguínea em todo o corpo. É graças a ele que o precioso líquido que é o sangue pode circular e alimentar a mais ínfima parte do nosso organismo com oxigénio e com nutrientes.

 

Porém, também é essa circulação que lhe permite executar o seu papel na purificação, pois ele transporta as toxinas rejeitadas pelas células e elimina o dióxido de carbono trocado pelo oxigénio. Logo, essa função é a da repartição da vida em todo o corpo, a que consiste em levar a todos os lugares o que traz a vida, e, por extensão, a alegria de viver. O sistema circulatório é composto pelo coração, pelo sistema venoso e pelo sistema arterial, e percorre o organismo fazendo uma espécie de oito que se parece estranhamente com o esquema que representa os Céus Anterior e Posterior, o Consciente e o Não-Consciente. Que coincidência…


Os males do sistema circulatório

Os problemas circulatórios significam que temos dificuldade para deixar a vida circular livremente dentro de nós e que a nossa alegria de viver, nosso amor pela vida, tem dificuldade para se exprimir, até mesmo de existir dentro de nós. Qual é a parte de nós mesmos da qual não gostamos a ponto de não deixar que a vida a alimente? Qual é a parte da nossa vida que nós rejeitamos? Qual foi o traumatismo emocional que fez com que não houvesse mais lugar para a alegria ou para o amor, ou então por que eles nos provocam medo? São muitas as perguntas que o nosso Mestre Interior pode nos enviar através das tensões, se me atrevo a dizer, do sistema circulatório.


Fonte: Diga-me onde dói e eu te direi por quê de Michael Odoul

Pode também gostar de:

Holler Box

Pin It on Pinterest