menopausa
Menopausa – Maturidade emocional da mulher.

A menopausa é uma das várias alterações naturais que ocorrem na mulher durante a vida. Está longe de ser uma doença; ela assinala o fim da capacidade reprodutiva. Ocorre porque os ovários vão deixando de produzir as duas principais hormonas que controlam a menstruação – estrogénio e progesterona.

Não se trata de um processo repentino, ele pode durar de quatro a cinco anos. Durante esse período a mulher pode vir a ter menstruações irregulares, com intervalos cada vez maiores chegando a ficar vários meses sem menstruar e depois voltar a fazê-lo. Podem ainda ocorrer ciclos menores – a cada 21 ou 25 dias, por exemplo.

É impossível determinar exatamente quando essa fase começará. Na maioria das mulheres ela ocorre entre os 45 e 55 anos. A falta das hormonas femininas poderá ocasionar alguns sintomas no corpo, tais como ondas de calor, suores noturnos, insónia, redução do desejo sexual, irritabilidade, ressecamento vaginal, dor durante o ato sexual, etc.

A menopausa representa o início de uma nova vida da mulher.

Durante e após essa fase, a vida pode ser tão completa, agradável e produtiva como era antes. Para que essa transição ocorra com o mínimo de sintomas físicos, é necessário haver uma boa condição emocional. Não se deixe abater com o estigma da velhice, valorize-se como mulher. Assuma a sua maturidade física e emocional. Sinta-se como uma mulher aprimorada pelas experiências vivenciadas. Não se sinta vazia, não se isole, nem se autodeprecie, julgando-se incompetente e incapaz.

Lembre-se: você nunca esteve tão preparada para lidar com as situações da vida como se encontra hoje, depois de uma longa trajetória rica de experiências que lhe desenvolveram inúmeras qualidades como pessoa. Permita que essa bagagem positiva, colhida durante toda a sua vida fortaleça a sua condição interna, afugentando qualquer pensamento depreciativo que surgir na sua mente. Acredite, hoje você é mais mulher do que nunca.

Metafisicamente, os problemas decorrentes da menopausa são provocados pelo medo do envelhecimento, perda da identidade feminina, frustrações sexuais, sensação de fracasso como mulher, apego às derrotas do passado. Essas condições, além de tornarem a mulher infeliz, melancólicas e até deprimida com a chegada da menopausa, acentuam sintomas desagradáveis desse período, podendo até provocar a permanência desses sintomas durante muitos anos.

Quando a mulher não possui uma auto-sustentação emocional e afetiva, torna-se dependente dos seus familiares. Geralmente menopausa coincide com o amadurecimento dos filhos e a possível saída deles da casa. Isso agrava ainda mais essa delicada fase que a mulher está atravessando em sua vida. À distância de um membro da família, ao qual se mantinha apegada, provoca um grande abalo emocional e até a perda da sua própria identidade. Esse estado interior intensifica o transtorno fisiológico da menopausa.

Enfim, é possível ter uma menopausa sem crise, e isso só depende de você.

Retirado de Metafísica da Saúde , Vol.2 – Sistemas Circulatório, Urinário e Reprodutor , Valcapelli & Gasparetto (Adaptado)

Composto e postado por Ângela Barnabé

Pin It on Pinterest