cataratas

As cataratas são áreas nubladas que se produzem no cristalino dos olhos, que normalmente é claro. Cerca de 20% da população mundial, principalmente os idosos, tem cataratas

(…)

Tratamento com a farmácia verde

São várias as ervas que podem ajudar a prevenir as cataratas.

* Mirtilo (Vaccinium myrtillus). Durante a primeira guerra mundial, os pilotos britânicos mascavam estas bagas antes de sair para as missões para melhorar a visão. O mirtilo tem muitas variedades botânicas entre as quais se encontra o arando-azul, o arando-azedo e a centáurea-azul. Além do mais, também se encontram substâncias químicas parecidas noutros frutos como a amora das silvas e das amoreiras, a framboesa, a uva, a ameixa e a cereja-silvestre. Todos eles têm fama de ajudar a visão. As investigações modernas indicam que estes frutos contêm compostos conhecidos como antocianósidos que servem para ajudar à acuidade da visão.

Um grupo de investigadores italianos demonstrou que uma mistura dos antocianósidos do mirtilo com vitamina E detém a progressão do processo que leva a nublar os cristalinos em 97% das pessoas que estão na fase inicial das cataratas.

Os naturopatas recomendam que se tome extracto de mirtilo normalizado (que contém 25% de antocianósidos), numa dose de 80 mg a 160 mg três vezes ao dia. Este extracto deve estar disponível onde quer que se vendam fórmulas de ervas de alta qualidade.

Eu prefiro uma taça de arandos-azuis, porque são mais fáceis de adquirir que os mirtilos. Os ervanários alemães sugerem que se tome um chá que contenha de duas a quatro colheres de arando-azul macerado.

* Nêveda-dos-gatos (Nepeta cataria). Não estou preparado, contudo, para decidir que o chá de nêveda-dos-gatos está garantido na prevenção das cataratas. Mas creio que duas chávenas por dia de chá desta erva (ou de hortelã) poderia reduzir significativamente as possibilidades de contrair esta enfermidade.

Um chá quente desta erva no Inverno ou um chá gelado no Verão é algo muito saboroso.

Para além de ajudar a prevenir as cataratas, esta planta é um tranquilizante suave. Portanto, não só o ajudará nos seus temores face ao risco de cataratas, mas também reduzirá as suas preocupações em geral.

* Alecrim (Rosmarinus officinalis). O alecrim é uma variante da hortelã, tal como a calaminta, que contém mais de uma dezena de antioxidantes e, pelo menos, quatro compostos conhecidos que combatem as cataratas. Esta a razão pela qual o incluo no meu «Chá anticataratas». Também recomendo a utilização abundante do alecrim na cozinha: é especialmente bom nas batatas assadas e usa-se com frequência nos pratos de frango.

* Castanha-do-maranhão (Bertholettia excelsa). Este fruto seco contém abundantes quantidades de vitamina E, para além de selénio, mineral essencial que aumenta os benefícios antioxidantes da vitamina E.

Os níveis de selénio nos cristalinos dos olhos das pessoas que padecem de cataratas são só 15% do nível normal, o que implica que tomar suplementos de selénio ou o selénio contido na castanha-do-maranhão pode ajudar a prevenir as cataratas. Pelo menos, poderia retardar a sua progressão. A castanha-do-maranhão comum contém a Dose Diária de selénio.

* Cenoura (Daucus carota). Há uma grande quantidade de crenças populares segundo as quais a cenoura é boa para a visão, mas no fim de contas não se trata meramente de um mito. Um investigador cita mais de trinta estudos que proporcionam provas de que os carotenóides ajudam a prevenir o que ele chama os três “c”: cancro, cardiopatia e cataratas. Os carotenóides, incluindo o betacaroteno, são os compostos que dão à cenoura a sua cor alaranjada. Esta conclusão está apoiada por um estudo de dez anos realizado em Harvard que indica que ao consumir 50 mg de carotenóides de dois em dois dias, o leitor pode reduzir significativamente os seus riscos de cancro, e cataratas.

(…)

* Cebola (Allium cepa). A cebola é uma das nossas melhores fontes de quercetina, um composto que demonstrou ajudar a prevenir as cataratas em pessoas que sofrem de diabetes. Embora suspeite que funciona com todos os tipos de cataratas, contudo nenhuma investigação o confirmou.

Em qualquer caso, é uma boa ideia utilizar mais cebola. Quando a leitora prepara os estofados (guisados) e as sopas, cozinhe as cebolas com pele para permitir que passe para comida uma quantidade maior de quercetina. Retire a pele da cebola antes de servir o guisado.

* Beldroega (Portulaca oleracea). A beldroega tem um elevado teor em todos os compostos nutritivos que podem ajudar as cataratas: a vitamina C, a vitamina E, os carotenóides e outros poderosos antioxidantes, dos quais se destaca o conhecido como glutatião. Apenas meia chávena de beldroega fresca contém doses altamente saudáveis de betacarotenos e das vitaminas C e E.

A beldroega fresca pode ser extremamente difícil de conseguir se a não cultivar por sua iniciativa. Contudo, se tem jardim pode incluir a beldroega entre as suas próximas sementeiras. Recentemente transplantei um canteiro cheio de sementes de beldroega para a parte principal do meu jardim. Vou comê-las num ano de sopas ou saladas ou como se fossem espinafres.

* Curcuma/Açafrão-da-índia (Curcuma longa). Para além de ter boa quantidade de vitamina C e E mais outros carotenóides, a curcuma também contém muitos outros antioxidantes. A curcuma é um ingrediente–chave em muitas misturas de especiarias do caril indiano. Experimente-a na cozinha.

* Alcaparra (Capparis spinosa). As minhas próprias investigações no Departamento de Agricultura dos Estados Unidos com o biólogo molecular Dr. Stephen Beckstrom-Sternberg demonstram que as alcaparras são uma rica fonte de compostos que previnem as cataratas, conhecidos como inibidores dos redutores de aldose. Use a alcaparra quando, ao cozinhar, deseje acrescentar um toque fora de série.

*Gengibre (Zingiber officinale). O gengibre é outra boa fonte de antioxidantes e também acrescenta o seu sabor ao meu ”Chá Anticataratas”.

Chá anticataratas

Se está interessado em proteger a visão à medida que envelhece, aconselho-o a aprender a desfrutar diariamente deste chá, e existe precisamente uma boa probabilidade de o ajudar nisso.

Para preparar o chá, ponha a ferver 4l de água. Depois de ferver, retire-a do lume e junte-lhe um punhado de calaminta, outro de alecrim e outro de erva-cidreira. Acrescente-lhe várias colheres de gengibre ralado e uma pitada ou duas de curcuma. Deixe em infusão durante vinte minutos e tome-o morno ou frio com sumo de limão e mel.

Fonte: Farmácia Verde, de James A. Duke (adaptado)

Composto e postado por Ângela Barnabé

Pin It on Pinterest