Erigerão (Erigeron canadensis L.) – Hemostático e antidiarreico

Os índios da América do Norte têm usado esta planta desde tempos imemoriais para o tratamento das hemorragias uterinas e das menstruações demasiado abundantes.

Na Europa, a sua essência foi utilizada durante a Primeira Guerra Mundial como hemostático, para deter hemorragias.

É uma planta muito apreciada nos Estados Unidos e no Canadá, que vai sendo cada vez mais conhecida e utilizada na Europa.


Propriedades e Indicações:

Toda a planta contém tanino, resinas, flavonóides, ácido gálico e colina, além de um óleo essencial (óleo de pulicária) composto por limoneno, dipenteno e terpinol. O erigerão tem as seguintes propriedades:

Hemostático: Utiliza-se sobretudo para deter as menstruações demasiado abundantes ou prolongadas (1,2). Também é eficaz nalguns casos de hematúria (sangue na urina). Convém recordar que qualquer perda anormal de sangue deve ser objecto de consulta médica.

Antidiarreico: Detém as diarreias simples, mas também é eficaz nas disenterias (diarreia acompanhada de muco e sangue) e na febre tifóide (1,3).

-Diurético e anti-reumático: Facilita a eliminação de ácido úrico com a urina. É portanto indicado nos casos de gota, hiperuricemia (excesso de ácido úrico) e de litíase renal (cálculos ou pedras nos rins) (1,2).


Preparação e emprego

Uso interno

1- Infusão ou decocção com uma colher de sopa de folhas secas, por chávena de água. Administram-se 2 ou 3 chávenas por dia.

2-Extracto seco: A dose habitual é de 1-2 g por dia, repartidos em 2 ou 3 tomas.

 

Uso externo

3-Enemas (clisteres)com a mesma infusão ou decocção que se toma bebida.


Outros nomes: avoadinha, avoadeira. Brasil: cauda-de-raposa. Esp.: erígeron canadiense, olivarda del Canadá. Fr.: erigéron, vergerette du Canada. Ing.: horseweed, Canadian fleabane.

Habitat: Originário da América do Norte. No século XVII foi trazido para a Europa, onde se expandiu rapidamente. PIanta conhecida também na América do Sul. Encontra-se nos terrenos ermos, bermas dos caminhos e aterros.

Descrição: Planta herbácea da família das Compostas, que pode atingir um metro de altura. As suas abundantes folhas são alongadas e estreitas, e as flores de cor branca-creme.

Partes utilizadas: as folhas.


Fonte: A Saúde pelas Plantas Medicinais, Vol.1, de Jorge D. Pamplona Roger

Pin It on Pinterest

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar no nosso site consente a utilização dos mesmos. Saiba mais sobre os cookies aqui

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close