Melissa-bastarda (Melittis melissophylum L.) – Depurativa e vulnerária

Ao contrário da melissa ou erva-cidreira (Melissa officinalis L.), a melissa-bastarda não oferece um aroma tão agradável. A bastarda caracteriza-se pelas flores que nascem quase sempre duas a duas, são maiores e mais vistosas, e geralmente cor-de-rosa. Também diferem na sua composição e propriedades.


Propriedades e Indicações:

Toda a planta contém uma cumarina que lhe confere propriedades diuréticas e depurativas, ligeiramente sedantes, emenagogas, e, aplicada externamente, vulnerárias (cicatriza as feridas e cura as contusões).

Nos países do centro da Europa usa-se a melissa-bastarda sobretudo como depurativa nas curas de Primavera (1).

Além disso, facilita a menstruação e acalma as dores que a acompanham em caso de dismenorreia (1) embora não tão eficazmente como a erva-cidreira.

Como vulnerária, usa-se em aplicação externa para curar feridas (2,3), que ajuda a cicatrizar, e para aliviar a dor e a inflamação causadas por contusões e entorses (2).


Preparação e emprego

Uso interno

1-lnfusão com 20-30 g por litro de água, de que se tomam 3 chávenas por dia. Pode-se adoçar com mel.

 

Uso externo

2-Lavagem das feridas com uma infusão mais concentrada do que a preparada para uso interno (até 60 g por litro).

3-Compressas empapadas na infusão concentrada (até 60 g por litro). Aplicam-se sobre a zona afectada.


Outros nomes: betónica-bastarda. Esp.: toronjil silvestre, toronjil de monte, melisa silvestre, melisa bastarda. Fr.: mélitte à feuilles de mélisse, mélisse bâtarde, mélisse des bois. lng.: wild balm.

Habitat: Bosques de carvalhos ou de faias e terrenos ermos da Europa Central e Meridional. Em Portugal é frequente na região montanhosa do Norte e Centro do país.

Descrição: Planta vivaz de caule erecto, da família das Labiadas, que atinge até 50 cm de altura. As folhas têm os bordos dentados e as nervuras muito marcadas. As flores são cor-de-rosa ou brancas.

Partes utilizadas: A planta inteira, excepto a raiz.


Fonte: A Saúde pelas Plantas Medicinais, Vol.2, de Jorge D. Pamplona Roger

Pin It on Pinterest

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar no nosso site consente a utilização dos mesmos. Saiba mais sobre os cookies aqui

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close